Arquivos do Blog

Sling é fácil de usar?

postslingfacil1Eu costumo dizer que existem pessoas que nasceram sabendo usar o sling. É sério! Elas chegam aqui com seus bebês, pegam o sling e parece mágica! Saem usando sem eu nem explicar nada.

Infelizmente eu não fui uma dessas pessoas. Meu sling chegou, eu estava ansiosíssima! Peguei o dito e fui tentar usar. Fracasso total! Não conseguia ajustar na argola, o Gabriel chorava… encostei. Não podia nem ver que me dava uma tristeza no coração.
Até o dia que precisei sair sozinha com o Biel, de ônibus. Com o sling na mão pensei: se um monte de gente consegue por aí, por que não eu? (Se você tem mais de 25 anos lembrou de uma música hein?)

E consegui usar! Andei de ônibus com o Biel e a mala cheia de coisas (que a gente nem usa, mas vai que precisa daquele aspirador nasal quando o bebê nem está gripado) todos me olhando porque eu ainda era meio desajeitada com a coisa toda.
A partir desse dia eu comecei a usar o sling sempre que saía ou que queria acalmar o pequeno. E eu usei até 2 anos e alguns meses quando engravidei da Lais (que usa sling desde que nasceu).

Se o sling for bem feito, com as argolas e tecido adequados e tiver um manual de instruções (e você prestar atenção nas instruções né? 😉 ) é totalmente possível aprender a usar o sling corretamente. Tudo tem uma maneira correta de se fazer e com o sling não seria diferente!

postslingfacil2O meu veio sem manual, pesquisando descobri que a argola era em um diâmetro um pouco menor do que deveria para o tecido que era meio grosso. Encontrei vários vídeos e artigos na internet, a grande maioria de fora do Brasil, e várias pessoas que ja usavam o sling me deram dicas preciosas. Se você tem alguma amiga que usa o ideal é pedir ajuda para ela.

Mudamos de cidade e em todo lugar que eu andava com o Biel no sling me perguntavam onde eu tinha comprado, se eu fazia. Foi assim que comecei a produzir os slings. Antes de começar a produzir pensei em todas as dúvidas que me impediam de sair com o bebê dentro do sling para desenvolver o manual. São pequenos detalhes mas que tem muita importância como: deixar as bordas do tecido sempre espalhadas na argola (no sling de argola), deixar o sling numa altura confortável (em todos os slings), deixar o bebê na posição fisiológica (em todos os slings), que no final das contas definem se a pessoa vai conseguir usar ou não.

Não desista, depois que a gente aprende, se apaixona e não larga mais!

Se tiver alguma dica, experiencia pra compartilhar sobre o seu uso do sling, conta pra gente?

BjoS!

Uma matéria sobre slings que poderia melhorar

Recentemente saiu uma matéria na Revista Crescer sobre slings. Na realidade foi mais uma nota que uma matéria.

Na opinião de várias fabricantes foi fraca e cheia de informações equivocadas. Por isso estamos em uma Blogagem Coletiva.

Vamos conversar sobre as informações corretas?

– O produto pode ser usado desde o nascimento do bebê. Inclusive e principalmente se ele for prematuro (vejam o Método Mamãe Canguru, o sling é o mesmo método  que pode continuar sendo usado por mais tempo). Dizer que pode ser usado a partir dos 4 meses é uma baita desinformação! Para não ter perigo de sufocamento é só usar corretamente. Por isso sempre procurem comprar o sling com quem sabe ensinar a usar ou envia um material com instruções. Minha filha nasceu prematura e usou o sling desde a maternidade.

– Na hora de ajustar o sling (o de argolas a gente ajusta a altura antes de colocar o bebê)  a cabeça do bebê deve ficar em uma altura confortável que você não precise se abaixar ou levantar o bebê para beijá-lo! Se eu deixar o sling na linha do quadril ele vai ficar lá embaixo!!!

– Temperatura. Aqui a regra é simples, se está calor e vai colocar o bebê no sling, coloque o mínimo de roupa possível. Bebês transpiram no colo, no berço, no carrinho e no sling também.

– Use pelo tempo necessário. Mesmo os slings que apoiam em um dos ombros permitem uma postura melhor que quando carregamos o bebê nos braços. A dica de mudar o ombro é ótima! Outra dica é usar um mei-tai ou um wrap que deixam o apoio nos dois ombros. E a posição não força o quadril nem as costas! Não fica pendurado, fica ergonômico ao contrário dos cangurus que deixam as perninhas penduradas.

Aos especialistas consultados na matéria eu sugiro pesquisarem mais sobre os slings e menos sobre os cangurus. Eu sei que o tempo é escasso mas são informações para uma maioria que nunca ouviu falar sobre o assunto. A mãe compra o sling e se priva 4 meses de usar porque acha inseguro. Bem nesses 4 meses onde o uso do sling é mais indicado.

As fotos poderiam ser melhores, os slings ali dobrados parecem todos o mesmo modelo. Os preços também estão super mal explicados. Há slings mais caros e mais baratos que isso.

Ainda sonho com uma matéria completa sobre os slings, falando de todos os modelos, benefícios e dicas reais de segurança. Tipos de argolas, tecidos… sonhar não custa.

Até mais!

Marilia Mercer | Slinguru Slings

PS: Os links eu vou colocando aqui enquanto as meninas terminam os posts.

 

     

    Semana Internacional do Babywearing

    Clique na imagem para ver a programação!

    Até mais!